"Live fast, die young and leave a good-looking corpse"

No português: Viva rápido, morra cedo e deixe um corpo com boa aparência.

Frase proferida pelo ator John Derek em um filme chamado "O Crime não Compensa" e que faz muito sentido no mundo da fama, uma vez que possibilita a imortalização da pessoa no seu auge. Que graça teria Kurt Cobain, Janis Joplin, Jim Morrison... com 70 anos? Cazuza, Cássia, Renato, Mamonas, Elis... idosos? Já teriam sido há muito esquecidos ou duramente criticados pela decadência, já que seria impossível manter o bom trabalho eternamente. Mesmo que não tenha sido proposital, a morte veio a calhar.



Michael Jackson deveria ter morrido no auge, reinando absoluto na música pop. Claro, ainda é lembrado pelo bom trabalho que fez, mas é ainda mais lembrado pela pela sua decadência, pela figura ridícula em que se transformou (sem nariz, o preto que virou branco, esquisito..).



Também ocorre o mesmo com o Axl Rose, que demorou anos pra lançar o "Chinese Democracy" e não chegou nem aos pés do tempo de Sweet Child o' Mine no Rock in Rio. Se tivesse morrido, não teria ficado gordo e com trancinhas no cabelo, seria aquele Axl lindo, de cabelo liso e que fazia dancinhas divertidas.


Tem também as bandas que tentam renascer das cinzas, já velhos, caso dos dos Backstreet Boys, Spice Girls, não sei pra que voltaram. Mutantes (sem Rita Lee) e Blitz são exemplos de casos brasileiros, agora só servem pra tocar em festas temáticas.E ainda tem bandas que estudam volta, como o Queen (sem Freddie Mercury? o cara é o Queen, sem ele não tem a menor graça) e Led Zeppelin. Vão acabar estragando a imagem da banda.
Michael, Axl, Britney, Xuxa, Amy, Macaulay Culkin, Lindsay Lohan... são inúmeros os que deveriam ter seguido a frase de John Derek, agora já é tarde, filme queimado.




É, artistas deveriam cumprir um prazo de validade.

11 Responses to “"Live fast, die young and leave a good-looking corpse"”

A morte realmente mitifica a pessoa, ianda mais quando a morte é no auge, como foi o caso dos Mamonas... O mestre Jimi Hendrix morreu aos 27 anos no seu auge astístico,mas em profunda depressão... Nem sempre os artistas envelhecem em decadência. Olha o David Gilmour, o Paul McCartney, Morissey, Sting..esses caras estão bem até hoje,,E o que dizer dos Stones?

Lucas A. disse...

É, pensava nisso tb... o cara pode ser muito importante musicalmente, mas quando morre, ele se torna ainda "maior".

LaH* disse...

Quer matar os artistas! haha Acho que eles ainda podem fazer coisas boas qdo envelheceram. Não é justo viver tão pouco.

RSGlatzl disse...

Led Zeppelin se unir sem Robert Plant (embora esteja vivo) e Queen sem Freddie Mercury (esse sim , já ido) = fim da picada (tirando a parte dos bolsos cheios pra geral).

Eu curto Nirvana. E você , Kurt? (piadinha infame do dia)

Led Zeppelin se unir sem Robert Plant (embora esteja vivo) e Queen sem Freddie Mercury (esse sim , já ido) = fim da picada [2]

Concordo com post, morrer no auge = virar mito!!

Taís Evanolli disse...

acho que depende muito...
tem uns que vão e a gente sente falta...
outros...JÁ VÃO TARDE!!!
outros...PRA QUE VOLTARAM???
hahahaha....
ps: eu gostei de Chinese Democracy!!! Axl tah feio, mas pra mim ele é PRA SEMPRE!!!
:P

Jenny disse...

meio malvado né hauhauhahau
Bom vou dizer que acho que eles deveriam se aposentar depois do auge se isolar e nos poupar das crises existeciais públicas e decadência triste bjss XD

Yasmin Oliveira disse...

concordo em partes com o post. Claro que a morte deixa a fama maior, porém eu acho que se eles continuassem vivos poderiam não continuar com o mesmo modo de trabalho , mas fariam sempre coisas novas . Por mais que a morte deixe a fama maior, a fama é esquecida com o tempo e em muitos casos são lembrados por mínimas coisas que fizeram ou por coisas ruins.

Gabi Cabral disse...

Acho que eles ainda podem fazer coisas boas qdo envelheceram. Não é justo viver tão pouco. [2]

Lidiane disse...

acho que deveriam ter um prazo de validade sim. (: não que devessem morrer, mas soubessem evitar a decadencia.

Postar um comentário