Quem vive de passado é museu?

O mundo musical atual anda um tanto quanto contaminado. Funk altamente pornográfico (lembrando que antigamente era menos ou quase nada; lembrem-se de "Fico assim sem você" do Claudinho e Bochecha), bandas de pop rock que adoram gritar, letras sem sentido que nada nos acrescentam. A solução, muitas vezes, é recorrer ao passado. E isso pode gerar preconceitos. Já cansei de ouvir reclamações por gostar de música antiga. Mas sério, quem consegue resistir a uma música do Bee Gees, como "How deep is your love"? E "Always", do Bon Jovi? Sem falar dos Beatles, Rolling Stones, ACDC. Muitos desses continuam na atualidade, mas boas mesmo são as músicas antigas.

O que falar do Queen? Uma banda excepcional e ponto. Freddie Mercury, com sua voz poderosa, mega talento, simpatia. Dá pra ignorar "We will Rock You", "We Are The Champions", "Love Of My Life"? Sem chance. Uma banda versátil, que vai desde o rock pesado ao romântico. Isso sem falar do encontro Freddie Mercury & Montsserat Caballe, que originou o cd Barcelona, um clássico que mixa um rockeiro e uma cantora de ópera. De arrepiar!


Um outro clássico, porém do rock nacional, é o Acústico MTV Capital Inicial. Todas as músicas são boas, sem excessões. Letras bem feitas, músicas bem executadas. Dinho Ouro Preto com a voz mais madura. "Fogo", "Primeiros erros", "Natasha", "Passageiro" são bons exemplos do conteúdo do álbum. Vale muito a pena escutar.

Falar de música brasileira das antigas e não falar de Chico Buarque é um absurdo. Um dos grandes poetas brasileiros, engajado em situações políticas de sua época, romântico sem excessos, exímio sambista. Letras que tocam o coração. Não tem como escutar "Eu te amo" e ela não te acrescentar nada. "Construção", "Meu guri", "Com açúcar, com afeto", feitas há mais de 30 anos, são atuais. Somente um cara bom é capaz disso. E o Chico é.
Poderia ficar horas falando de antiguidades musicais, mas vou somente citar Roberto Carlos, Michael Jackson, Whitesnake, Cazuza, Tom Jobim, Djavan. E lembrar o pessoal que tem preconceito com os antigos mas que curte Engenheiros, Legião e Biquíni que eles são antigos também. Isso sem falar que a música boa de hoje será a antiga de amanhã.
Resta-me perguntar: quem vive de passado realmente é museu? Se for, sou uma múmia musical. Só isso.

13 Responses to “Quem vive de passado é museu?”

Bárbara Moreira disse...

gosto de bastante música antiga e não acho que quem vive de passado é museu.

Costumo falar que nasci na época errada pq eu só curto musica antiga, musica boa!
Anos 80 pra mim são os melhores!!
Se quem vive de passado é museu eu sou o Louvre!=D

* Gil * disse...

Ola...
muito bacana seu blog!
concordo com vc,como nao gostar das musicas antigas,se estas sao as melhore,as musicas de hj (algumas)nao prestam mesmo,chega ate ser uma ofensa chama-las de musica!!!
qdo puder passa depois no meu cantinho!!!
ate...

Vítor Campanha disse...

O acustico do Capital é bom, fato. Mas o Dinho Ouro Preto é mto ruim, eu canto melhor q ele. Fora isso, nada a discordar. hehehehe
Bom post, Paloma.
Bjo, meninas!

Gabriela Moura disse...

Na boa, sou declaradamente fã dos citados. Aliás hj mesmo no mercado começou a tocar uma musica romantica, daquelas bem classicas de ouvir na rádio de madrugada, me deu super sensação gostosa de nostalgia.
Eu estava reparando nas musicas de hj, e percebo que não existe mais a preocupação que existia antigamente de se criar a musica pela expressão de algo que o autor estivesse sentindo. A enxurrada de Fresno e NXzero(a esquerda) empobreceu muito a coisa. Não tenho nada contra quem quer ganhar uma grana falando de dor de corno adolescente mas, pombas, nem se compara hein?
Hm...me deu vontade de ouvir The Smiths ;)

Gabi Cabral disse...

sou suspeita pra falar... adoro tudo que é antigo sahudhadhaduhaduhauh

e Chico Buarque é o cara. fato!

.lah rosa. disse...

Nossa, faço de suas palavras as minhas. Nesses dias mesmo eu estava pensando sobre isso. Um 'querido' que vive de funk e micareta me chamou de cafona... aliás adorei. Melhor ouvir isso do que ter o gosto dele xD~ Beijos.

Dayane Pereira disse...

Mas uma vez um post que fala tudo que eu penso.
Não canço de ouvir que parei no tempo, mas nem ligo, me orgulho de não me influenciar pela midia, e continuar curtindo o melhor som do mundo. E as bandas que vc citou, foram bem lembradas, principalmente o Qeem, que amo de paixão!

Anne in the sky disse...

"Múmia musical" foi ótimo...rs
Então eu também sou, pq muitas vezes prefiro um Beatles, Queen, Led Zeppelin, Janis Joplin, The Doors... pq essas bandinhas atuais estão difíceis de engolir, só uma ou outra se salva...
Bjs

Somos duas múmias musicais então!!!!!!!hahahaha

Ah, acho que música antiga (se a gente pode chamar) é mesmo muito boa, mas pode certeza que naquela época também tinha muita coisa ruim..que andava pela mídia, mas essas músicas ruins não resitem ao tempo.

Vai acontecer o mesmo com a música atual, esse show de vulgaridade e bandas sem noção não vão durar, mas o que for realmente bom vai ser lembrado com muita saudade.

E importante lembrar que os tempos são outros, e que se antes a gente tinha super astros, agora a internet mudou isso...e temos muitas, muitas, muitas opções boas, mas que não são grandes na mídia.


Beijinhos

Por Samara Correia

T.L.Pan disse...

cara, já comentei em seu blog, e
voce comentou no meu ontem (no post sobre o livro da minha namorada) só gostaria de avisar que a sinopse do livro já foi postada (como havia prometido no texto)agradeceria se desse uma olhada.
obrigado.
www.chamsvemond.blogspot.com

Paloma Destro disse...

Galerinha, foi mal, escrevi "Bochecha" em vez de "Buchecha". Falha nossa!

ryan.brandao disse...

Primeiro gostaria de elogiar o post da paloma!! Muito bem escrito e o tema abre espaço para boas discussões rsrs...Bom eu sou daqueles que não valoriza a música pela época já que acredito que música boa e ruim existe em tudo quanto é lugar e em todas as épocas...acredito que essas músicas citadas pela autora do post se firmaram no tempo devido a sua qualidade assim como creio que tudo o que existe de bom hoje se manterá no futuro...o problema atualmente é que muitos se preocupam com as modinhas impostas pelas grandes gravadoras e se esquecem de procurar bons artistas que existem aos montes por ae... beijo paloma!!!

Postar um comentário